A Gigante Saint-Gobain Vidros Automotivo corta custos e prazos com impressoras 3D BCN3D

O vidro automotivo é um daqueles setores extremamente mundanos que, no entanto, são indispensáveis para a estabilidade das cadeias de suprimentos globais. Esses setores, é claro, parecem ser os mais propícios nos últimos anos para a incorporação da manufatura aditiva (AM) em suas operações rotineiras de produção.

Apropriadamente, então, em 2019, a Saint-Gobain começou a usar as impressoras Epsilon W50 da BCN3D e as unidades de armazenamento Smart Cabinets na unidade Sekurit de sua fábrica de Barcelona. A Saint-Gobain, multinacional francesa que existe desde 1665 e que é um dos principais players do vidro automotivo, atualmente usa a impressão 3D para produzir as ferramentas, acessórios e gabaritos necessários para fabricar luzes laterais e retro iluminadas automotivas.

Assista vídeo da Saint Gobain:  https://youtu.be/lhAwaedCtzc

A Saint-Gobain acaba de divulgar uma breve visão geral dos resultados da adoção da impressão 3D em suas operações comerciais até agora, e os números são sólidos: a divisão Sekurit de Barcelona economizou € 170.000 (cerca de US$ 182.000) em apenas três anos. Ainda mais impressionante, e de extrema importância para aumentar a resiliência da cadeia de suprimentos, o uso da impressão 3D reduziu em 93% os prazos de entrega necessários para o ferramental.

Em um comunicado à imprensa, Angel Salas, engenheiro de manutenção da fábrica da Saint-Gobain em Barcelona, comentou: “Na Sekurit, fabricamos componentes automotivos há 90 anos. Graças à impressão 3D, tivemos uma redução significativa de custos e um fluxo de trabalho mais rápido adaptado às nossas necessidades na fabricação de ferramentas, pois incorporamos essa tecnologia, em comparação com fornecedores externos que usávamos no passado.”

grafico de reduçaõ de custos

$ 182.000 ao longo de três anos para uma empresa do tamanho da Saint-Gobain, com 180.000 funcionários em 75 países, não parece muito inicialmente. Por outro lado, só a divisão Sekurit possui 39 fábricas ao redor do mundo. Portanto, se a empresa incorporasse técnicas de AM em todas as suas fábricas da Sekurit, poderia economizar mais de US$ 2 milhões por ano na linha de base, apenas para esta aplicação. Quando você começa a considerar as possibilidades para a Saint-Gobain aumentar o número de aplicações de AM que emprega, bem como sua incorporação de AM em divisões adicionais além da Sekurit, fica claro o potencial de redução de custos significativa a longo prazo.

sain gobain maquin de vidros

Além disso, a lógica por trás da digitalização da cadeia de suprimentos fica mais clara quando vista no contexto maior de um impulso geral para reduzir as emissões de carbono, bem como a redução da força de trabalho observada em praticamente todos os setores desde o início da pandemia. Em relação à primeira dessas coisas, a Saint-Gobain fechou no mês passado um acordo com a montadora alemã Audi, bem como com a empresa alemã Reiling Glas Recycling, para um programa piloto de um ano para reciclar vidro automotivo. Isso é especialmente significativo, pois ainda não existe um circuito de reciclagem de circuito fechado para o produto. Se for bem-sucedida, a combinação de vidro reciclado e AM pode contribuir significativamente para a redução agregada das emissões de carbono na produção automotiva. Como a Saint-Gobain vem aumentando lentamente suas atividades na construção aditiva, não há razão para supor que não expandirá aditiva em suas outras operações.

saint gobain robos

Em relação à redução da força de trabalho desde o início de 2020, nos Estados Unidos, pelo menos, o setor de vidro automotivo perdeu 14% de seus técnicos. Seria interessante obter uma análise mais detalhada dos números da Saint-Gobain neste caso, para ver quanto da economia de custos estava relacionada à mão de obra. É importante ter em mente, além da economia de custos, que o preenchimento das lacunas da cadeia de suprimentos significa que a empresa é capaz de manter a produção em um nível que provavelmente não seria mais alcançável sem a incorporação, neste caso, do 3D impressão.

Além disso, de uma perspectiva de longo prazo, e em todas as indústrias pesadas, a produção just-in-time e right-on-time continuará a se entrelaçar com os procedimentos operacionais padrão. AM não é a única solução para este problema, mas é difícil imaginar o problema sendo resolvido sem ser um componente integral.

Fonte: https://3dprint.com/291502/auto-glass-giant-saint-gobain-cuts-costs-lead-time-with-bcn3d-3d-printers/

@3beA Gigante Saint-Gobain Vidros Automotivo corta custos e prazos com impressoras 3D BCN3D

DEIXE SEU COMENTÁRIO